aquilomaisisso

ESCUTAQUI! A beatlemania que não morreu

In ESCUTAQUI!, Música on 29/04/2011 at 14:00

Por Paula Vidal

Quando os Beatles pisaram pela primeira vez nos EUA e se depararam com a imensa histeria coletiva que os aguardava, alguém os perguntou: “Por que elas ficam tão animadas?”, e eles responderam: “Se soubéssemos, montaríamos outra banda e seríamos seus empresários!”. Os Beatles são, ainda hoje, uma das poucas bandas que continuam a inspirar o fanatismo e a histeria mundo a fora. Mais de 40 anos depois do “the end” definitivo, parece que não há ninguém capaz de explicar o fenômeno da beatlemania, mais vivo do que nunca! Prova disso foi o que se viu durante a última Virada Cultural, onde a banda Beatles 4ever encheu ao coração de São Paulo com 24 horas de som do quarteto.

Divulgação

Maysa Valaska, de 31 anos, nasceu depois do fim da banda. Nas últimas semanas fez um cartão de crédito novo, dormiu no escritório em que trabalha e se endividou por meses para comprar os ingressos para o show de Paul McCartney no Rio de Janeiro. Ela foi uma das muitas pessoas que levaram a sério a proposta de “24 horas de Beatles” e permaneceram firmes e fortes até o fim do show. Tamires Paulino, de 19, também ficou as 24 horas. Ela mantém um site na internet só sobre a banda inglesa, além de ter passado horas na frente do hotel em que Paul McCartney ficou hospedado em São Paulo, ano passado. Por que? “Muito Amor”. Era a resposta que se ouvia, também, dos montes de jovens acampados na porta do Morumbi, em novembro do ano passado.

Banda Beatles 4ever / por Suelen Cella

A Beatles 4ever foi a primeira banda cover de Beatles no Brasil e, depois de sábado (16), provavelmente, a mais corajosa. Ricardo Júnior, o Paul da banda, tem 27 anos. Quando perguntado sobre o show de Paul no Brasil, ele respondeu: “Só faltou falar com ele. Ele é deus para mim!”. Ricardo Felício, o intérprete de Ringo Starr, disse que não acha que a vinda de Paul McCartney para o Brasil tenha mudado a cena da beatlemania nacional: “sempre vimos muita gente jovens nos nossos shows. As primeiras fileiras, geralmente, são repletas de crianças!”. Sobre a maratona, Fábio Colombini, John Lennon na banda, disse: “além da preparação, o público ajuda a gente a conseguir” e sua mulher, Suelen Cella, completou: “fã de Beatles é muito fiel, eles sabem todas as letras. É muito bom ver essa gente toda cantando junto, é muito emocionante”. Durante o último álbum lágrimas rolavam em rosto jovens e velhos e até a banda se emocionou diante dos milhares de fãs. John Lennon (o verdadeiro) que não nos ouça, mas, pelo menos aqui no Brasil, o sonho não acabou e, pelo visto, não vai acabar tão cedo…

COISA NOSSA: Banda Granell

In COISA NOSSA, Música on 18/04/2011 at 12:49

Por Aquilo Mais Isso

Nessa semana, o COISA NOSSA varia um pouco e apresenta uma banda com uma pegada mais Pop-Rock, do Mato Grosso do Sul. O Granell nasceu em 2003, mas só no ano de 2006 se tornou profissional. A formação atual da banda conta com os irmão Enio (guitarra e vocal) e Josué Torres (baixo) e Lucas Medina (bateria). Você pode conferir aqui o clipe de “Pra você” e as músicas: “Se decide” e “Pilar”.

Pra você:

Se decide:

Pilar:


Pra ouvir mais músicas da banda é só clicar aqui.

VIRADA CULTURAL: O que a equipe do Aquilo Mais Isso recomenda

In Música, Show on 15/04/2011 at 18:27

Por Aquilo Mais Isso

 Ainda não sabe o que fazer nessa Virada? A gente tem algumas sugestões para você.

Por Beatriz Mendes:

Ainda pouco conhecida em São Paulo, a Baianasystem pode ser uma boa pedida para quem gosta do som da velha e boa guitarra baiana. A banda estuda as diversas sonoridades do instrumento e mistura o axé da Bahia com efeitos eletrônicos, percussão afro, dub e reggae, gerando uma mistura alegre e envolvente, perfeita para quem já está com saudade do carnaval.

Divulgação

http://www.myspace.com/baianasystem

Onde: SESC Consolação

Hora: Às 22 horas de sábado (16)

 

Por Paula Vidal:

A banda cover Beatles 4ever apresentará, na Virada Cultural, a etapa mais ousada do projeto “The Beatles Complete Works”: todos os albúns dos beatles serão tocados, em ordem cronológica, durante 24 horas.

divulgação

O projeto nasceu da ideia de tocar um album dos Beatles, ininterruptamente, uma vez por mês e já rendeu ao Beatles 4ever sua entrada para o Guinness Book, quando passaram 16 horas tocando os albuns da banda inglesa. A reprodução é fiel e vale a pena ser vista e ouvida, com direito a figurinos, adereços e músicos de apoio que ajudam a reecriar a sonoridade dos Fab Four. Uma boa opção para beatlemaníacos e apreciadores do iê-iê-iê e do bom e velho rock ‘n’ roll.

Palco Boulevard São João, próximo a estação são bento do metrô, a partir das 18h de sábado.

Confira o horário de cada álbum: http://www.beatles4ever.com.br/agenda.htm

Onde: Boulevar São João

Hora: Durante toda a virada (24 horas)

Por Paula Lion:

The Soft Machine Legacy vem ao Brasil, pela primeira vez, para se apresentar na Virada Cultural de São Paulo. O grupo de rock britânico de Canterbury, inicialmente chamado “The Soft Machine”, foi uma das bandas pioneiras no cenário do rock psicodélico e jazz da década de 70, mas que nunca alcançou reconhecimento internacional significativo.

Capa do album "Bundles" de 1975

Formado em 1966 por Robert Wyatt, Kevin Ayers, Daevid Allen e Mike Ratledge, nomearam a banda em homenagem o livro “The Soft Machine”, de William S. Burroughs. O grupo sofreu varias mudanças  formação e, desde 1988, vem lançando suas gravações ao vivo em CD.  .

www.johnetheridge.com/softmachinelegacy/ – Link da turnê, caso interesse

Onde: Palco Líbero Badaró

Hora: Às 17h do domingo (17)

Por Brunno Marchetti:

Ainda com as atrações de músca, um pouco de Ska não faz mal a ninguém. E ninguém melhor do que o Skatalites, uma das bandas consideradas fundadoras desse movimento musical, para apresentar esse som. Apesar de ter sido fundada nos anos de 1960, a banda ainda continua com a mesma qualidade sonora.

Divulgação

Onde: Palco São João

Hora: Às 23h de sábado (16)